terça-feira, 15 de julho de 2008

Ena tantos!

Toca a campainha uma vez e penso, moi-te que não abro a porta a gajos da publicidade. Toca a campainha duas vezes e penso, espera aí que já alguém abre a porta ao gajo dos correios. Toca a campainha vezes sem parar e levanto o cu da cama a dizer, com voz de sono, já vai já vai...

Abro a porta, recebo um bom dia, quase em coro, e respondo, "ena tantos" ao que o primeiro dos policias diz (e daqui para a frente segue em diálogo):

P - Tantos?
F - Sim, não é normal ter policias à porta logo de manhã. Que se passa?
P - Recebemos uma queixa de que andaram a atirar balões de água desta casa durante a noite e partiram o vidro de um carro.
F - Isto é ridiculo. Somos sempre os culpados de tudo.
P - Quem é que mora aqui?
F - yada yada yada
P - yada yada yada
(conversa do costume, de certeza que já falaram com policias)
F - É que estavamos todos a dormir. A modos que era de noite...
P - Pois, não sei, quem apresentou a queixa diz que esteve 2h a ver que estiveram a atirar balões de água. Quem mora aqui? (a apontar para o apartamento ao lado)
F - Nem sei, mas acho que são estudantes. Isto é Lisboa... ninguém se conhece.
P - Hmmm, ok ok. Podemos entrar para ver as janelas?
F - Estão à vontade.

Entraram.

Foram ao quarto e à sala e com grande mestria, assim como quem estica um braço a fazer mira, dizem, daqui isto dá de frente para a paragem do autocarro. Enquanto que o da sala retorque que daqui não tem angulo.

Perguntam se as janelas do apartamento do lado têm alguma parede a separá-las ou se é tudo seguido ao que eu digo que é tudo seguido.
Sairam.

Passa, uns minutos, 2 ou 3 (vá).

Toca a campainha.
Novamente a policia.

P - Senhor Fausto?
F - Sim...
P - É a policia. Já identificamos o apartamento e não é o seu. Pode ficar descansado. A identificação vai para o lixo. Não se preocupe mais com isto e desculpe lá.
F - Ok... obrigado.

Plim. E ri-me.


Estou acordado há uma hora!
Melga. Beat this!!

6 comentários:

Estica disse...

és o máior! :)

Fausto disse...

Estica, dos 4 cá de casa, sou :P

Sun Iou Miou disse...

Quem não atirou um balão de água na vida que atire a primeira pedra. Depois se verá o que produz maiores danos.

Safira disse...

caramba, que te acontecem coisas deveras bizarras...

mas foram vocês ou não? eu não digo ao polícia ;)
Bjs

melga disse...

Se bem te conheço, foste mesmo tu que atiraste os balões.

Fausto disse...

naaa, nao fomos nos. ja voaram daqui coisas mas eram de papel e chamavam-se avioes :P